Vestidos clássicos

/
6 Comments
Existem modelos de vestidos que nunca saem de moda e que também podem ser aproveitados por nós, mulheres cristãs. São os modelos: chemisier, cache-coeur, tubinho, tulipa e corte império. Com detalhes atualizados, eles são sempre elegantes.


CHEMISIER


Criado por Chanel em 1916. Versátil, ele pode ser usado sozinho, com legging ou skinny, para criar um visual casual e de acordo com as últimas tendências.
Mangas e pregas na região do busto equilibram o corpo de quem tem quadris largos.

CACHE-COEUR


O modelo, que em francês quer dizer esconde-coração, é inspirado nos uniformes de balé. Confeccione-o em tecidos leves, como algodão, jérsei e malha, para não criar muito volume.

TUBINHO

Muito usado nos anos 1960, o vestido em forma de tubo, reto e curto, é um clássico que ressurge agora em estampas gráficas e detalhes de aplicações.
Use-o solto para disfarçar a falta de cintura e a barriguinha saliente. Com cinto largo, ele define as curvas e deixa o corpo bem feminino. Os saltos alongam e afinam as pernas grossas.

TULIPA

Originalmente, a barra é afunilada. A versão moderna é mais solta e pode ser usada até por quem tem quadris largos, desde que combinada com bolsas de alças curtas e decotes que valorizem os ombros.

CORTE IMPÉRIO


A cintura deslocada para a parte superior do corpo virou moda no começo do século 19, numa inspiração greco-romana.
Ideal para alongar a silhueta, este modelo também esconde a barriga e as gordurinhas laterais. A saia evasê disfarça os quadris e as coxas grossas.

Curta minha página no Facebook
Siga-me no Twitter




Leia também

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger.